Imagine uma família que opta por viajar de carro. Até o dia de colocar o pé na estrada é preciso tomar todas as providências para garantir um passeio seguro. Uma delas é fazer a revisão completa do veículo para que esteja apto a transitar. Assim ocorre com a gravidez. É necessário tomar todos os cuidados para que o feto esteja em um local seguro e em condições favoráveis à sua perfeita formação e ao desenvolvimento ideal.

É neste contexto que entra a importância do planejamento pré-concepcional, a ser considerado como um investimento. Trata-se de uma consulta com o ginecologista/obstetra, logo após a decisão de gerar um ser e antes mesmo de haver a concepção (fusão do espermatozoide com o óvulo), na qual o especialista realiza uma conversa longa e detalhada sobre o histórico de saúde dos pais e solicita os exames.

Mas para quê eu devo marcar uma consulta pré-concepcional, se quando engravidar eu farei o pré-natal certinho? Você pode estar fazendo essa pergunta. Saiba que o pré-natal começa, normalmente, entre a 6ª e a 8ª semana gestacional, quando a suspeita aumenta e há confirmação dos resultados laboratoriais. Até lá, o embrião, já em formação, pode ter sido afetado por diversos agentes teratogênicos (comprometem o desenvolvimento fetal), como infecções, medicamentos, doenças pré-existentes na mãe, drogas e outros, que colocam em risco a saúde da mãe e do filho.

Isso sem falar que 17 dias após a fecundação começa a formação dos órgãos e, nem sempre, neste período a mulher já suspeita ou recebeu a confirmação da gestação, por meio de exames, para ter iniciado o acompanhamento pré-natal.

A consulta pré-concepcional permite ao médico:

  • investigar grupo sanguíneo e fator RH;
  • investigar se estruturas da região pélvica e órgãos dos aparelhos urinário e reprodutor estão com aparência dentro da normalidade;
  • realizar o rastreio de doenças, como Toxoplasmose e Sífilis, e de infecção por HIV e por Citomegalovírus (patologias que podem causar sequelas graves ao bebê);
  • investigar se a mãe está imune à rubéola ou hepatite B e, se não estiver, indicar a vacinação;
  • solicitar a atualização do cartão de vacina da mãe para evitar que outras doenças virais ou bacterianas possam surgir ao longo da gravidez;
  • diagnosticar possíveis doenças crônicas que representem riscos durante a gestação, como Diabetes, Epilepsia, Hipertensão e problemas renais. Caso a paciente já seja portadora de alguma patologia mais grave, caberá ao profissional trabalhar em sintonia com um outro especialista da área específica, que fará também o acompanhamento;
  • realizar o ajuste de medicações;
  • realizar a suplementação de ácido fólico;
  • recomendar a suspensão do cigarro e do álcool antes da gravidez;
  • indicar atividades físicas que reduzam/eliminem o sedentarismo e contribuam para uma gestação mais confortável e segura;
  • indicar uma alimentação balanceada que garanta um peso adequado, que não traga riscos à gestação.

É bom deixar claro que o aconselhamento pré-concepcional não se restringe à mãe, mas inclui também o pai. O histórico de saúde e familiar dos dois precisa ser analisado. Ele também pode repassar fatores que comprometem o desenvolvimento do feto, como sífilis (provocada por bactéria), hepatite, infecção por HIV e outros. Por isso, ele deve participar da conversa em consultório e realizar os exames solicitados pelo médico.

Entendeu a importância da consulta pré-concepcional? Não deixe para depois. Importante lembrar que nada garante uma gravidez com risco zero, afinal o organismo está sujeito aos imprevistos do processo de formação. No entanto, realizar essa avaliação e acompanhamento assim que se tem certeza da vontade de ter um filho significa reduzir, e muito, as chances de complicações. Esse será o momento não só de verificar a saúde, mas de apresentar os anseios e tirar as dúvidas para ter uma gestação tranquila e com os menores percentuais de riscos para a mãe e para o bebê.

Saiba mais sobre o Dr Temitope Omotosho

O Dr. Temitope Omotosho formou-se em Medicina pela Universidade de Brasília (UnB), em 2009. A Residência Médica em Ginecologia e Obstetricia foi no Hospital Regional de Sobradinho (HRS), de 2011 a 2014.
O Dr. Temitope faz parte do corpo clínico da Salute Clínicas Especializadas, onde atua como Ginecologista/Obstetra.

Saiba mais sobre a Salute Clínicas Especializadas

A Salute Clínicas Especializadas funciona na Asa Norte e em Sobradinho, no Distrito Federal. Ao todo, são cinco unidades nas quais o paciente conta com diversas especialidades médicas. Entre elas, Nutrição e Odontologia.
Em 2013, houve mais um avanço com a inauguração da Unidade Controle Risco, que oferece um programa de atendimento especial aos portadores de diabetes, hipertensão e obesidade.
A Salute tem como meta a preservação e a promoção na saúde. Por isso, foca na excelência de resultados ao disponibilizar os melhores tratamentos e profissionais capacitados.

Faça-nos uma visita. Conheça nossas instalações e serviços.
Contato: 3034-4242

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Air Jordan Retro 6 "Carmine" POcheap jordan shoes for saleAir Jordan Retro 10 Doernbechercheap jordan shoes for saleAIR JORDAN 12 FRENCH BLUE SIZE 9 NEW WITH BOX/ READY TO SHIPcheap jordan shoes for saleNew Air Jordan 8 Retro "Trophy" Size 11.5cheap jordan shoes for saleNEW NIKE AIR JORDAN 11 RETRO LOW BG CHERRY SZ 6.5 WHITE/VARSITY RED #528896-102cheap jordan shoes for saleNike Kobe XI 11 Elite Low Tinker Jordan Basketball Shoes Black/Red US Size 9 NEWcheap jordan shoes for saleJordan Retro 12 Breds US Shoe Size (Men's) 9cheap jordan shoes for saleNike Air Jordan 6 VI Retro Low AJ6 White/Ghost Green-Insignia Blue 304401-106cheap jordan shoes for saleJordan 6 Black Infrared (DBcheap jordan shoes for sale
Marque pelo WhatsApp