Não faz tanto tempo assim que falar de ejaculação precoce era “proibido”, afinal qual homem gostava de expor essa experiência? Ou melhor, qual homem aceitava isso? A vergonha era tanta que dificilmente ele procurava um médico para conversar e entender a situação.

Hoje, percebe-se que o problema não é mais visto como um bicho de sete cabeças e observa-se uma frequência maior dos pacientes nos consultórios em busca de esclarecimentos e de uma solução. Algumas vezes, inclusive, acompanhados de suas companheiras, que consideram ser um desafio a ser vencido pelo casal. Porém, ainda há muitas dúvidas.

O urologista da Salute Clínicas Especializadas, Dr. Adriano Tamietti Durães, separou 5 perguntas mais frequentes e vai respondê-las para mostrar que há muitos mitos ainda em torno deste assunto:

1)Afinal, o que é a ejaculação precoce?

Há quem confunda ejaculação precoce com a dificuldade de ter ereção. Há diferenças. A principal característica do assunto principal deste texto é a irregularidade no momento da ejaculação ou ainda na quantidade liberada de esperma. O homem não exerce o controle da ejaculação que ocorre independentemente de sua vontade. Pode ser antes mesmo da penetração (nas chamadas preliminares), durante ou logo em seguida.

É classificada como primária (ao longo da vida sexual masculina) e secundária (ligada à disfunção erétil). O curioso é que esse processo prematuro pode ocorrer também durante a masturbação.

2) Quais as principais causas?

Não tem uma causa específica, sendo possível estar relacionada a fatores físicos ou psicológicos (predominante). Vamos aos exemplos:

  • a hipersensibilidade peniana é uma patologia que pode interferir;
  • a ansiedade e a bipolaridade também são transtornos com poder de desencadear sucessíveis ocorrências.

3) Em qual idade esse problema acontece?

Não existe um momento certo para acontecer. Nos adolescentes, por exemplo, ocorre com uma certa frequência por conta de alterações hormonais. As substâncias ainda em processo de ajuste deixam os meninos mais excitáveis a qualquer estímulo.

Além disso, nesta fase da vida os fatores psicogênicos ganham um peso maior. Trata-se de uma etapa de descobertas – não é mais criança e não é adulto, caracterizada pela imaturidade, inexperiência, ansiedade e desconhecimento mínimo necessário do próprio corpo no que se refere às áreas de sensibilidade e prazer. Incoerente a este quadro, está alguém que se pressiona a ter um excelente desempenho na cama para comprovar seu vigor sexual.

O problema no adulto, normalmente, está associado a algum problema psicológico como estresse, preocupação, angústia e ansiedade.

4)Aconteceu comigo umas duas vezes. Tenho que procurar um médico?

O organismo humano tem suas estruturas interligadas. Lembra que o problema tem causas psicológicas? Isso significa que se algo não foi bem no trabalho naquele dia, um problema financeiro não sai da cabeça, alguém na família está adoentado, enfim, as turbulências do dia a dia podem interferir na relação sexual.

Uma vez por outra não é motivo para se preocupar. Quando o fato se repete por várias vezes, se torna uma rotina, ainda que a pessoa esteja bem, aí sim é preciso procurar a ajuda de um profissional para ver o que há de errado.

5)Tem um remédio que pode resolver o problema?

Sim. Há remédios indicados para esses casos, como, por exemplo, antidepressivos. No entanto, só há a prescrição quando o profissional constata que outras terapias não ofereceram o resultado esperado.

Primeiro, o profissional busca descobrir a origem, por meio de exames clínicos e de uma conversa no consultório, onde o paciente é estimulado a falar também de seus anseios e angústias.

Só com o diagnóstico e causa em mãos, é possível decidir pelo tratamento, que inclui várias técnicas e exercícios para controlar a ejaculação, desassociar o momento da relação a fatores externos e para recuperar a autoestima. O medicamento nem sempre é a primeira tentativa de solução.

Saiba que a ejaculação é controlada por dois componentes do Sistema Nervoso Central: o somático (voluntário) e o simpático (involuntário), com isso se algo não vai bem emocionalmente não é de estranhar que possa refletir num momento tão íntimo.

Importante nisso tudo é aceitar que guardar o problema para si não é a solução, e isso pode prolongar um cenário desolador e de baixa autoestima por muito tempo. Pedir ajuda a um urologista é a decisão mais correta.

Saiba mais sobre o Dr. Adriano Tamietti Durães

Formou-se em Medicina, em 1997, pela Fundação Técnico-Educacional Souza Marques, fundada em 1966 e localizada no Rio de Janeiro.
Fez Residência Médica em Cirurgia Geral, pelo período de dois anos, no Hospital Universitário Pedro Ernesto (UERJ), e em Urologia, durante três anos, na mesma unidade de saúde.
Atualmente, o especialista em Urologia Dr. Adriano Tamietti Durães faz parte do corpo clínico da Salute Clínicas Especializadas, onde realiza os atendimentos voltados ao diagnóstico e tratamento das patologias do aparelho reprodutor masculino e trato urinário masculino e feminino.

Saiba mais sobre a Salute Clínicas Especializadas

A Salute Clínicas Especializadas funciona na Asa Norte e em Sobradinho, no Distrito Federal. Ao todo, são cinco unidades nas quais o paciente conta com diversas especialidades médicas. Entre elas, Nutrição e Odontologia.
Em 2013, houve mais um avanço com a inauguração da Unidade Controle Risco, que oferece um programa de atendimento especial aos portadores de diabetes, hipertensão e obesidade.
A Salute tem como meta a preservação e a promoção na saúde. Por isso, foca na excelência de resultados ao disponibilizar os melhores tratamentos e profissionais capacitados.
Faça- nos uma visita. Conheça nossas instalações e serviços.
Contato: 3034-4242

A Salute Clínicas Especializadas atua em diversas especialidades médicas, além de nutrição, fisioterapia e odontologia, sempre com foco na média complexidade e no alto nível de resolutividade. Para destacar-se no mercado de saúde suplementar, a Salute inaugurou em 2013 a Unidade Controle Risco, que foca seus atendimentos nas necessidades de cada cliente, oferecendo um programa de atendimento especial a pacientes diabéticos, hipertensos e/ou obesos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Air Jordan Retro 6 "Carmine" POcheap jordan shoes for saleAir Jordan Retro 10 Doernbechercheap jordan shoes for saleAIR JORDAN 12 FRENCH BLUE SIZE 9 NEW WITH BOX/ READY TO SHIPcheap jordan shoes for saleNew Air Jordan 8 Retro "Trophy" Size 11.5cheap jordan shoes for saleNEW NIKE AIR JORDAN 11 RETRO LOW BG CHERRY SZ 6.5 WHITE/VARSITY RED #528896-102cheap jordan shoes for saleNike Kobe XI 11 Elite Low Tinker Jordan Basketball Shoes Black/Red US Size 9 NEWcheap jordan shoes for saleJordan Retro 12 Breds US Shoe Size (Men's) 9cheap jordan shoes for saleNike Air Jordan 6 VI Retro Low AJ6 White/Ghost Green-Insignia Blue 304401-106cheap jordan shoes for saleJordan 6 Black Infrared (DBcheap jordan shoes for sale
Marque pelo WhatsApp